Só você tem o poder de impedir que esse tipo de situação vire realidade na sua vida. E, havendo filhos, essa responsabilidade é ainda maior. Cuide do futuro seu e de seus filhos, não espere o pior acontecer para agir!

Neste guia prático, você aprenderá como identificar e prevenir as principais táticas de fraude no processo de divórcio”.

O divórcio é uma das experiências mais estressantes que a Mulher pode passar, principalmente, quando envolve litígio acerca do patrimônio e dos direitos dos filhos e o ex-marido age de má-fé. O que infelizmente é uma realidade muito comum nos dias atuais.

 

E, quando isso acontece, a Mulher costuma ser privada de todos os seus bens e se ver obrigada a se sustentar e aos filhos somente com a renda proveniente de seu trabalho, quando o tem.

Ah, mas ele será obrigado a pagar a pensão alimentícia para os nossos filhos e eu tenho direito a metade dos bens.

Sim. Contudo, tem situações em que a fraude é realizada de tal forma que quando chega o divórcio, o ex-marido já transferiu todos os bens para terceiros e se apresenta ao judiciário como um “pobre coitado” e até que se prova a fraude, o valor da pensão fica muito aquém das necessidades dos filhos. Obrigando a mãe a se desdobrar para arcar com a diferença.

Quanto aos bens, somente serão partilhados, após comprovar a fraude e retornar com estes para o monte a ser partilhado, situação que demanda provas. E, quando a Mulher as tem, embora o processo demore anos, ainda será possível recuperar o patrimônio.

E, quando não há provas? Dificilmente, o direito aos bens será reconhecido pela Justiça e a Mulher perde tudo que construiu ao longo de décadas. Situação que leva algumas Mulheres até a depressão.

Por isso, decidi, em complemento as informações publicadas nas minhas redes sociais, confeccionar esse book para orientar e ajudar Mulheres a prevenir e até impedir a ocorrência dessas fraudes. 

Neste e-book, exploraremos estratégias para as Mulheres se prepararem para um divórcio com partilha de bens e evitar fraudes. Possibilitando-lhes proteger o seu patrimônio futuro e, também a sua saúde mental e a de seus filhos, que acabam sofrendo diretamente o impacto dessas fraudes.